Veneza tem protesto contra turismo de massa

A cidade de Veneza, no nordeste da Itália, foi palco ontem (2) de mais um protesto contra o turismo de massa, que tem provocado o esvaziamento populacional de seu centro histórico.
 
Munidos de cartazes e faixas, cerca de 2,5 mil moradores da capital do Vêneto marcharam por alguns de seus principais pontos turísticos e pediram políticas públicas que beneficiem os habitantes locais.
 
Atualmente, a Lagoa de Veneza conta com menos de 55 mil moradores e perde mais de dois a cada dia. Gritando o slogan "Eu não vou embora", os manifestantes protestaram contra a alta no preço dos imóveis, a substituição de serviços essenciais por lojas de souvenires e a passagem de navios de cruzeiro por seus canais.
 
O grupo também cobrou medidas para impedir que mais habitantes deixem a cidade ou se mudem para a terra firme, transformando suas casas em alojamentos turísticos.
 
Nos últimos meses, Veneza registrou diversas manifestações contra o turismo de massa, cenário que já levou o governador do Vêneto, Luca Zaia, a cogitar a imposição de um número máximo de viajantes na cidade.
 
Além disso, houve uma popularização de iniciativas contra turistas mal educados, incluindo páginas na internet que denunciam comportamentos inadequados, como pular nos canais venezianos ou urinar em locais públicos.
 
Fonte: Ansa
  
Publicado em 03/julho/2017