Navegando pelo Rio Solimões

Manaus a Tabatinga, na fronteira com a Colômbia, navegando por 1.600 km no Rio Solimões, onde fica a maior concentração dos índios Ticunas da Amazônia. A viagem tem duração de sete dias, sempre saindo de Manaus aos sábados e chegando a Tabatinga na sexta.
 
O percurso é feito no Barco N.M Monteiro que acomoda cerca de 250 pessoas em rede. O turista tanto pode viajar nas redes como em uma das dez cabines suítes, com cama de casal ou beliche. O regime é de pensão completa e as refeições, para quem viaja nas cabines, são feitas em sala privativa com ar condicionado. O barco também proporciona uma charmosa sala de estar panorâmica e climatizada, exclusiva aos passageiros das cabines.
O itinerário passa pelas cidades de Fonte Boa, Jutaí, Tonantins, Santo Antônio do Içá, Amaturá e, antes de chegar ao destino, São Paulo de Olivença. Durante as paradas, o turista pode descer e visitar cada cidade enquanto a carga do barco é descarregada.
 
Tabatinga fica na tríplice fronteira Brasil, Peru e Colômbia. Na Colômbia, uma visita interessante é a cidade de Letícia onde está o Museu das Etnias e a divertida “Isla de los Micos”. O retorno para Manaus pode ser feito no voo direto da Azul.
 
 
Publicado na edição 211 - julho/2017