Os problemas de quem viaja

Segundo levantamento da GTA - Global Travel Assistance, empresa especializada em seguro viagem, os atendimentos médico-hospitalares encabeçam a lista das sinistralidades mais frequentes, com 63,6% das ocorrências em viagens. Os problemas mais comuns enfrentados pelos turistas são indisposição intestinal, fraturas ocasionadas por quedas, febres e indisposição em função dos impactos climáticos.
 
Em segundo lugar estão as ocorrências relacionadas aos voos e cancelamentos de viagem, com 17,33%. Na terceira posição, com 13,28%, vêm os temidos perrengues envolvendo o extravio da mala do passageiro, compra de medicamentos prescritos pelos médicos no Exterior e orientações jurídicas, quando o cliente se envolve em um acidente de trânsito, por exemplo.
 
Por último, com 5,78% das ocorrências, estão as solicitações de informações sobre repatriação sanitária (transporte de doente até o domicílio de origem), na coordenação das reservas aéreas ou orientação quando há extravio ou perda de documento. “Somente quando ocorre um imprevisto é que as pessoas percebem a importância de ter algum tipo de cobertura, ainda mais num momento em que os custos costumam ser enxutos”, ressalta o presidente da GTA, Celso Guelfi.
 
Publicado na edição 205 - janeiro/2017